Produtividade e Gestão

7 características de um bom nutricionista, veja aqui!

dietwin
Escrito por dietwin em 1 de agosto de 2017
TABELA NUTRICIONAL

Quer saber como montar tabelas nutricionais de maneira rápida sem ter que fazer cálculos? Informe o seu e-mail e pressione o botão ao lado.

O dia a dia de um bom nutricionista não é uma tarefa simples, que se resume apenas a recomendações alimentares. Sua capacitação vai além do conhecimento técnico, e, se você deseja se destacar no mercado de trabalho, vale muito a pena investir em pontos determinantes para ganhar a confiança de quem o procura.

Quer garantir ainda mais qualidade em suas consultas? Então confira a seguir algumas características para ser um bom nutricionista.

1. Pontualidade

Não é agradável que o paciente chegue ao consultório antes do profissional que o atenderá. Muito pior é se deparar com um nutricionista que não controla a duração de suas consultas, permitindo que um atendimento se sobreponha ao tempo de outro. Logo, é fundamental que o profissional tenha consciência disso para começar e terminar suas atividades com organização.

Assim como o nutricionista reserva horários para os atendimentos, as pessoas atendidas também cumprem uma rotina com prazos. Por isso, respeitar a hora marcada é essencial para ganhar a confiança de seus pacientes. Sempre que houver contratempos, entre em contato com quem está agendado para informar sobre o ocorrido, seja para confirmar ou cancelar a consulta.

2. Empatia

Sabe aquela história de que “a primeira impressão é a que fica”? Isso significa que um bom nutricionista deve não só receber um novo paciente com um sorriso no rosto, mas também com toda a cordialidade e empatia durante o acompanhamento. É interessante investir em uma abordagem agradável, pois, em muitos casos, isso se torna uma das razões para os pacientes sempre retornarem ao consultório, já que têm a certeza de que serão bem tratados.

3. Comunicação

Ficar diante de um nutricionista e ouvir apenas termos técnicos e incompreensíveis não é motivador para ninguém. Sendo assim, se você espera que o seu paciente siga a proposta de tratamento, coloque todas as recomendações em prática e valorize cada mudança de hábito alimentar, adote uma linguagem simples e objetiva.

Sabendo que o mercado de nutrição está cada vez mais diversificado e não mais se limita apenas a consultórios, se você investir em consultorias via redes sociais, saberá que a comunicação simples também atrairá mais pacientes e seguidores.

4. Proatividade

Um paciente se sente mais motivado quando um bom nutricionista propõe novas estratégias e mostra interesse pela evolução do tratamento. Como a possibilidade de desistência não é pouca, o profissional pode demonstrar proatividade para cativar as pessoas atendidas por ele e convencê-las de que estão investindo no caminho certo, para obter melhor qualidade de vida e saúde.

5. Acessibilidade

Esteja disponível, de diferentes formas, para atender seus pacientes. Dessa forma, reserve um smartphonepara se comunicar com as pessoas e gerenciar suas redes sociais. Investindo em acessibilidade, você será contatado com mais rapidez e maior frequência e, sanando as dúvidas fora do consultório, poderá otimizar o tempo das consultas.

Ao estar acessível aos pacientes atendidos no consultório ou a distância, você poderá oferecer um suporte diferenciado e reduzir a incidência de erros nos planos alimentares, já que as dúvidas poderão ser respondidas sem a necessidade de marcação de uma nova consulta.

6. Flexibilidade

Investir em “dietas engessadas” não é a melhor proposta para um bom nutricionista. Por isso, tente conversar sobre o gosto pessoal do paciente e escolher um plano alimentar que permita adaptações não só ao paladar, mas também aos horários e à rotina.

7. Consideração

Os pacientes não devem apenas adotar as dietas e apresentar resultados, pelo contrário. Por trás da busca de acompanhamento nutricional pode haver inúmeros fatores ligados ao atendimento, e um bom nutricionista deve saber lidar com cada um e considerá-los. Portanto, é imprescindível ouvir os pacientes e entender suas percepções.

Podemos observar que a função de um bom nutricionista vai além de prescrever dietas. Demonstrar interesse pelo bem-estar — não só alimentar, mas físico e psicológico — é a forma mais completa e segura de garantir eficácia em tratamentos, bem como a estratégia para os pacientes se sentirem importantes e motivados.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e ponha em prática todas essas dicas!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dúvidas? Entre em contato

Realizamos o suporte via e-mail.