Descubra o que mudou no código de ética e de conduta do nutricionista

0

Todas as profissões têm um código de ética. É ele que direciona o especialista sobre como proceder para ser um bom profissional da área. No código de ética e de conduta do nutricionista há normas criadas de acordo com o que os profissionais devem cumprir. O Conselho Federal de Nutrição (CFN) e o Estado são quem as orienta.

Esse código foi divulgado por meio da Resolução do CFN n° 334/2004. É fundamental conhecê-lo para agir de forma responsável e saber o que é responsabilidade do nutricionista. Como houve mudanças no código, apresentamos algumas delas para você a seguir. Confira!

Atendimento não presencial

Antes, todo contato entre paciente e nutricionista requeria o contato presencial, principalmente o diagnóstico nutricional. Com a mudança no código de ética e conduta do nutricionista isso mudou. Agora, tanto a orientação nutricional quanto o acompanhamento podem ser feitos de forma não presencial: por meios de comunicação como e-mail, telefone, WhatsApp e similares.

Quanto ao diagnóstico nutricional o CRN (Conselho Regional de Nutricionistas) continua exigindo que seja realizado de forma presencial.

Atualização de dados

O nutricionista deve estar regularmente inscrito no CRN de sua jurisdição. Caso tenha mais de uma inscrição, é preciso procurar outra jurisdição para atualizar os dados. Isso é muito importante para facilitar a comunicação entre o CRN e o profissional, bem como possibilitar que ele atue ativamente na área de nutrição.

O CRN é o órgão que regulamenta e fiscaliza o exercício da profissão. Além de defender os nutricionistas, ele evita que quem não seja realmente qualificado na área exerça a atividade — uma vez que são obrigatórios o registro e a atualização dos dados.

Informação de resultados

Ao comunicar procedimentos específicos e orientações para grupos de pessoas, o nutricionista deve informar que os resultados podem não ser os mesmos para todos. O profissional não pode empregar estratégias que causem prejuízo às pessoas ou competição desleal, quando divulgar informações ao público.

Não é permitido desenvolver atividades como nutricionista por meio de mensagens sensacionalistas ou enganosas. Além disso, não se pode declarar exclusividade ou dar garantia de resultados de serviços, produtos ou métodos terapêuticos.

Condição para alteração do código

Outra novidade é que foi adicionada uma condição para a atualização do código de ética e de conduta do nutricionista. Ele só pode ser alterado pelo CFN mediante uma proposta formal de 20% dos nutricionistas que estejam com inscrição ativa.

Em síntese, o código de ética e conduta do nutricionista é essencial para que haja equilíbrio no desenvolvimento social e que ninguém seja afetado negativamente. Por isso, ele é extremamente importante para os especialistas da área.

Por meio desse código, fica mais fácil obter credibilidade no meio profissional, bem como conquistar a confiança e o respeito dos pacientes. Por isso, é necessário conhecê-lo bem e compreender o que diz cada artigo e inciso: só assim o especialista terá uma melhor atuação em suas funções diárias.

Gostou deste texto sobre a mudança do código de ética e conduta do nutricionista? Então, assine nossa newsletter e passe a receber as atualizações diretamente na sua caixa de entrada!

Documento na íntegra: http://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/resolucoes/Res_599_2018.htm

Comente aqui

Seu endereço de email não será publicado.