Mitos e verdades sobre alimentação mais questionados no consultório

0

Quem busca uma alimentação saudável pode encontrar muitos mitos e verdades sobre os alimentos em revistas ou mesmo na internet. Por isso, esses pacientes costumam chegar no consultório cheios de dúvidas sobre o que podem comer para ter sucesso em suas dietas. Assim, é essencial que o profissional de nutrição esteja preparado para esclarecer e orientar seus pacientes nos mitos e verdades sobre alimentação. Só assim, eles poderão ter resultados positivos sem perder qualidade de vida.

Confira as principais dúvidas dos pacientes sobre alimentos:

“Alimentos diet são pouco calóricos”

Esse é um dos principais mitos que envolvem a alimentação, e costuma estar combinado com uma confusão entre o que é diet e o que é light. Os alimentos diet restringem algum nutriente, como o açúcar ou glúten, e são indicados para pacientes com alguma restrição alimentar, como os diabéticos. Isso não significa que esses alimentos sejam menos calóricos, muito pelo contrário. O chocolate diet costuma ter mais gordura que o normal, por exemplo.

Já os alimentos light têm uma redução de 25% ou mais, de algum nutriente, como o açúcar e o sal, grandes vilões da saúde. Por isso, são os mais indicados para aqueles pacientes que precisam perder peso.

“Vegetais perdem seus nutrientes quando congelados”

Alimentos congelados são práticos e podem ajudar no dia a dia da dieta. Por isso, essa é uma das principais tendências de nutrição. Porém, outro mito bastante comum no consultório, alguns pacientes apresentam certo receio em congelar vegetais por que acham que eles vão ficar menos nutritivos. Esses alimentos, quando levados a baixas temperaturas, ficam muito próximos ao seu estado natural e diminuem o risco de serem infectados por bactérias.

“Frutas emagrecem”

Como as frutas são ricas em vitaminas e outros nutrientes importantíssimos para o funcionamento do organismo humano, é bem comum que os pacientes acreditem que elas são “liberadas” e acabem abusando da quantidade ingerida. Como esses alimentos são ricos em açúcar, devem ser consumidos de forma equilibrada. Alguns estudos mostram ainda que frutas em excesso podem aumentar o nível de triglicérides e elevar a glicemia em diabéticos. Ou seja, toda cautela é pouco.

“Ovo faz mal à saúde”

Durante muitos anos, o ovo foi considerado um vilão da alimentação, devido a quantidade de gordura da gema. Atualmente, sabemos que ele possui nutrientes importantíssimos para a manutenção da saúde, como aminoácidos, vitaminas e minerais. Por isso, em indivíduos saudáveis, o consumo de uma unidade por dia pode ser bastante positivo.

“Pão integral é menos calórico que o pão comum”

Ao contrário do que muitos pensam, os tipos de pão possuem uma quantidade de calorias bastante semelhante. No entanto, o pão integral é rico em fibras, que garantem saciedade por mais tempo e ajudam o intestino a trabalhar melhor. Por isso, são mais benéficos para a saúde.

Mitos e verdades sobre carne vermelha

Há muitas polêmicas sobre a carne vermelha, por que alguns cortes podem ser gordurosos, o que com certeza é prejudicial para quem sofre de colesterol alto e doenças cardíacas, por exemplo. Mas esse alimento é rico em ferro de fácil absorção, por isso, na maioria dos casos, com um bom plano nutricional, não é necessário elimina-la da alimentação.

“Vitaminas engordam”

Às vezes, é preciso prescrever vitaminas para os pacientes, por que eles possuem dificuldades de absorção ou até mesmo deficiências alimentares. No entanto, alguns são resistentes à ideia de consumi-las, pois acreditam que as vitaminas engordam.

Nesses casos, é preciso realizar uma conscientização da importância das vitaminas no funcionamento do organismo, para que o paciente compreenda os riscos da deficiência delas. Além disso, o consumo excessivo de proteínas, carboidratos e gorduras são a principal origem do excesso de peso.  

Para atender melhor seus clientes, além de estar sempre antenado nos mitos e verdades sobre a alimentação, é preciso ter organização. Por isso, conte com um software para ajuda nas principais rotinas do consultório, como na organização das fichas dos pacientes, análise dietética e nutricional, tornando seu trabalho mais simples e eficiente. Assim, você tem muito mais tempo para se concentrar nas dúvidas dos seus pacientes e se inteirar sobre as descobertas do mundo da nutrição!

Caso ainda tenha dúvidas, deixe um comentário!

Comente aqui

Seu endereço de email não será publicado.