Nutricionista: você trabalha o autoconhecimento?

Conhecer a si mesmo parece algo simples, mas não é. O autoconhecimento exige que estejamos abertos e totalmente dispostos a descobrir o nosso verdadeiro ser. Por isso, muita gente deixa essa tarefa de lado, adiando o momento de assumir o controle real da vida.

Contudo, saiba que essa atitude não é a mais aconselhada para quem deseja alcançar sucesso profissional e pessoal. Assim, aquele obstáculo difícil de superar e os porquês de certas atitudes podem ser compreendidos quando sabemos o que queremos e o motivo de agirmos de tal maneira.

Dessa forma, é importante trabalhar o autoconhecimento para que sejamos melhores pessoas e profissionais, de modo a direcionarmos o nosso caminho com mais precisão.

E, como nutricionista, a necessidade de realizar esse processo é ainda maior. Confira os motivos ao longo do texto!

A influência do autoconhecimento na carreira

Na infância, fomos questionados diversas vezes com “O que você vai ser quando crescer?”, não é mesmo? Quase sempre, as respostas mudavam a cada dia, sem que nos preocupássemos com isso.

Mas, durante a adolescência, especialmente ao prestar o vestibular, começamos a pensar seriamente sobre qual carreira seguir. Nesse momento, realizamos o primeiro contato com a nossa essência para descobrir o que fazer profissionalmente.

Nesse processo, analisamos o que gostamos ou não de fazer, quais são as nossas habilidades, as maiores dificuldades e tantas outras questões.

Com o passar dos anos, o autoconhecimento não servirá apenas para escolher a profissão, mas também para aprimorar a carreira e viabilizar a realização das metas que surgirem ao longo da vida profissional.

Em outras palavras, o conhecer a si mesmo é a melhor ferramenta para a definição das melhores estratégias a seguir, a otimização dos resultados e a forma como lidarmos com o fracasso e os erros cometidos.

As vantagens do autoconhecimento para o nutricionista

A grande maioria dos profissionais da nutrição trabalha com o atendimento de pessoas, ou seja, existe uma relação de troca entre dois indivíduos. De um lado, está o nutricionista, disposto a fazer o melhor possível para cuidar de alguém. De outro, está o paciente, com várias expectativas a respeito do serviço prestado e muita confiança no profissional.

Quando o nutricionista trabalha o autoconhecimento, adquire segurança, estabelece planos alimentares mais realistas, torna a relação com o paciente mais humana e tem mais facilidade em ajudá-lo a lidar com as frustrações.

No consultório, como muitas pessoas chegam inseguras, insatisfeitas e sem saber exatamente o que querem, o nutricionista precisa passar confiança para elas e ajudá-las a realizar o autoconhecimento também. E nada melhor do que a nossa própria experiência para indicar a alguém o caminho da autodescoberta, não é mesmo? Tudo isso o transformará em um excelente profissional.

Como trabalhar o autoconhecimento

Se você nunca teve a oportunidade de despertar a sua consciência para si mesmo, existem algumas técnicas que podem ajudar nesse sentido. Confira!

Saiba quem você é

Em folhas de papel diferentes, escreva quem você é, quem gostaria de ser e o que pretende fazer para se tornar essa pessoa. Nesse exercício, pode ser interessante também descobrir o que as pessoas acham de você.

Conheça a sua vida

Em uma folha de papel, faça uma linha horizontal e marque o meio como o momento presente. No espaço anterior a ele, acrescente as experiências passadas e, na parte posterior, coloque as suas metas para o futuro, tanto as mais próximas quanto as mais distantes.

Ao observar a linha do tempo preenchida, reflita sobre quais das experiências vividas foram importantes para você e como pretende alcançar os objetivos a curto e a longo prazo.

Descubra a origem das suas emoções

Crie uma espécie de diário para descobrir como se sente com os altos e baixos do cotidiano. Ao fazer isso por um certo tempo, você perceberá alguns padrões de comportamento que influenciam na sua estabilidade emocional desnecessariamente. Esse balanço de emoções poderá ajudá-lo a evitar reações inconvenientes e a controlar os seus sentimentos.

Gostou do post? Então, comece ainda hoje a praticar o autoconhecimento! E não deixe de assinar a nossa newsletter para receber novidades sobre a área de nutrição!

Comentários estão fechados.